contato@liderinnovation.com.br | (11) 3311-7172 | +55 (11) 95362-8329

Palestras

Palestras

Os acidentes de trabalho têm sido um dos principais motivos de ações ingressadas na Justiça do Trabalho. Em grande medida, isso se dá por conta da inexistência de uma política de prevenção de acidentes, que assegure e promova, por meio de palestras e treinamentos, a medicina do trabalho.

AIDS e DST

A palestra de DST/AIDS pode ser realizada de forma dinâmica, o que despertará o interesse dos funcionários, bem como a conscientização por todos. Realizar palestras com o tema Sexualidade, que envolvem assuntos como as DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e AIDS podem ser feitas de forma humorada e dinâmica, sem perder o foco, que é a orientação e a conscientização. Esta é a proposta do Conceito Zen. Por mais que muitas empresas realizem esse tema de palestra durante a SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho), é importante saber que, de acordo com a NR05, esta palestra não é obrigatória durante o evento, mas a empresa precisa fazer a campanha contra a AIDS durante a vigência da CIPA.

Como muitas empresas utilizam este tema durante a semana da SIPAT, que tal então proporcionar uma apresentação diferenciada que realmente fará sucesso? Nossa palestra de DST/AIDS tem a finalidade de conscientizar os participantes da importância da prevenção nas relações sexuais como um fator primordial na manutenção da saúde e da boa qualidade de vida. Nesta palestra de sexualidade, nós realizamos a apresentação com uma média de 60 minutos de duração. Para que a apresentação tenha mais interatividade, utilizamos também recursos áudio visuais, dinâmicas em grupo e sempre utilizamos uma linguagem que seja assimilada de forma fácil para que nossas orientações sejam recebidas de forma objetiva por todos que participam da palestra.

As nossas palestras convencionais são reconhecidas no mercado por serem apresentações que unem o conhecimento técnico e comportamental, mas com dinamismo e humor, fazendo com que o tema seja desenvolvido e todos os participantes tenham interesse no conteúdo abordado.

Prevenção ao Alcoolismo e ao uso de drogas

Objetivo

Esta palestra objetiva sensibilizar, informar e orientar sobre o uso do álcool e o alcoolismo como doença, apresentando formas de prevenção e tratamento. Também são abordados os riscos e efeitos nocivos do cigarro para fumantes ativos e passivos, os sensibilizando para mudanças de hábitos mais saudáveis, as consequências e prejuízos à saúde quanto ao uso abusivo das drogas na sociedade, no trabalho e na família.

Conteúdo Trabalhado

  • Conceitos e dados estatísticos no mundo e no Brasil: álcool, tabaco e outras drogas;
  • Consequências do uso abusivo do álcool, tabaco e outras drogas no contexto familiar, profissional e social;
  • Principais doenças causadas pelo uso abusivo do álcool, tabaco e outras drogas;
  • Aspectos legais referentes ao álcool, tabaco e outras drogas no trabalho;
  • Formas de prevenção/tratamento e ações preventivas no ambiente de trabalho, por meio de programa de prevenção nas empresas.
Tabagismo

Tabagismo

O que é Tabagismo?

O tabagismo é um vício caracterizado pela dependência física e psicológica do consumo da nicotina, substância presente no tabaco.

Segundo o Ministério da Saúde, o cigarro contém mais de 2.720 substâncias tóxicas, sendo uma delas a nicotina, responsável pela dependência. De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o tabagismo é responsável por cerca de 30% das mortes por câncer no Brasil, sendo 90% por câncer de pulmão, 25% por doenças coronariana, 85% por doença pulmonar obstrutiva crônica e 25% por derrame cerebral.

Ainda de acordo com a OPAS, não existem níveis seguros de consumo do tabaco. As doenças ocasionadas pelo consumo de tabaco matam três milhões de pessoas no mundo anualmente, com uma projeção estimulada de óbitos em torno de dez milhões até de 2020. O habito de fumar se iniciou na Europa, em 1580, introduzido por Walter Raleigh, pessoa de confiança na corte de Elizabeth I, da Inglaterra. Os cigarros se popularizaram a partir de 1881, quando foi inventada a máquina que os manufaturava.

Tabagismo no Brasil

No Brasil, estima-se que 290 mil mortes por ano são decorrentes do tabagismo. A proporção de fumantes no país é de 23,9% da população. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), em 2008 o Brasil tinha 24,6 milhões de fumantes habituais, com idade a partir de 15 anos, ou 17,2% da população de pessoas dessa faixa etária, sendo 15% fumantes diários. Cerca de 90% dos fumantes tornam-se dependentes da nicotina entre 5 e 19 anos de idade. Há 2,8 milhões de fumantes nessa faixa etária, mas a maior concentração de fumantes está na faixa etária de 20 a 40 anos de idade. A região Sul do país é que apresenta maior proporção de dependentes, com cerca de 45% dos fumantes. Em 2008, a região Sul, com 19,3%, tinha o maior percentual de fumantes correntes. No Nordeste, os fumantes dependentes são 31%. Os moradores da zona rural fumam mais que os da zona urbana.

Riscos do tabaco na saúde dos fumantes

Os principais malefícios à saúde relacionados ao tabagismo referem-se às doenças do sistema cardiovascular, sendo o tabagismo um fator de risco importante para infarto do miocárdio (ataque cardíaco), doenças do trato respiratório como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e enfisema. O câncer, particularmente o câncer de pulmão e o câncer de laringe e boca. Antes da Primeira Guerra Mundial, o câncer de pulmão era considerado uma doença rara, a qual a maioria dos médicos poderia jamais ver durante sua carreira profissional. Com o crescimento da popularidade do tabagismo após a guerra, houve um aumento epidêmico de câncer de pulmão. A incidência de impotência sexual é aproximadamente 85% maior em fumantes masculinos do que em não fumantes e é uma causa importante da função erétil.

Doenças Ocupacionais

Palestra sobre Doenças Ocupacionais

As doenças mais comuns são as de pele e respiratórias que constantemente atingem trabalhadores que são expostos a agentes biológicos, químicos e físicos, sem a devida precaução. Também temos grande número de casos de perda de audição, principalmente na indústria metalúrgica, devido à exposição ao excesso de ruídos.

O departamento de Segurança do Trabalho deve rastrear esses agentes e tomar as medidas preventivas necessárias e o funcionário, por sua vez, deve respeitar os procedimentos para o trabalho e não executar tarefa onde exista dúvida quanto à segurança em realizá-la. Lembrando sempre que a saúde e segurança valem mais do que uma ordem de produção! A proteção do trabalhador deve ocorrer de três maneiras conjuntas:

  • Uso dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) adequados com cada atividade;
  • Uso dos EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) adequados para a proteção em conjunto;
  • Criação de medidas administrativas de conscientização do trabalho seguro, além da estruturação de procedimentos adequados e treinamentos para o trabalho (colaboradores treinados para o trabalho certamente apresentarão melhor desempenho e menores índices de acidentes de trabalho, tendo por consequência um menor número de afastamentos).

O cuidado com a saúde mental e física dos colaboradores por parte das organizações nunca foi tão importante. É por meio da prevenção que as empresas evitam as chamadas doenças ocupacionais. Elas são originadas por meio da condição de trabalho desempenhada pelo profissional e até mesmo por situações pessoais do indivíduo que podem atrapalhar a atividade do dia a dia.

A CIPA deve trabalhar juntamente com a empresa, averiguando as condições de trabalho e o uso adequado dos equipamentos de proteção, além disso, no diagnóstico das doenças ocupacionais mais recorrentes no setor a que a empresa se dedica, para campanhas de esclarecimento e prevenção junto aos trabalhadores.

Um excelente momento para tratar deste assunto está nas SIPATs, organizadas anualmente. Podem ser temáticas e alertar o trabalhador quando aos riscos que é exposto, as formas de proteção, os tipos de doença a que está sujeito, os tratamentos, enfim, seus direitos e deveres.

Estresse e Qualidade de Vida

O estresse não se origina necessariamente no ambiente de trabalho, por isso, identificar os fatores estressantes é a chave para conseguir ter mais qualidade de vida.

É bem comum encontrarmos nas empresas funcionários se queixando sobre sua qualidade de vida e um dos principais pilares da desmotivação é o estresse. Portanto, ajudar as pessoas a encontrar formas de lidar com o estresse é a chave de sucesso desta palestra, que é uma das mais requisitadas da Líder Innovation.

Vivemos em um mundo totalmente agitado e estamos a todo o momento sendo exigidos em nosso dia a dia. Portanto, precisamos aprender a lidar com essa nova perspectiva para não perdermos nosso principal patrimônio que é nossa saúde. Já é bem sabido que funcionários desmotivados e estressados produzem menos e também mais vulneráveis a acidentes devido distrações. Portanto, nossa palestra sobre estresse é perfeita para empresas que já identificaram este problema e querem ajudar seus funcionários.

Meningite

A meningite voltou à pauta da saúde depois que foram detectados alguns casos isolados em São Luís, no Maranhão. No 11º SEMIC, de 5 a 9 de março, o tema foi das “atrações” mais concorridas com a palestra “Meningites: Aspectos Clínicos e Epidemiológicos”, apresentada pela Líder Innovation, recomenda para evitar o pânico.

“As pessoas ficam assustadas, pensando que tudo é meningite.”

A palestra aborda o passo a passo de como prevenir a transmissão, que ocorre por meio da tosse, do hálito ou da respiração, por exemplo. O período chuvoso é um facilitador e o melhor é evitar locais com aglomerados de pessoas, principalmente se forem ambientes fechados. Outra dica é lavar as mãos várias vezes ao dia. E quando diagnosticada a meningite, o tratamento é com antibióticos.

Outra forma de prevenir, em longo prazo, é a vacinação de crianças. Tanto na rede pública, quanto na privada, as vacinas existentes inoculam contra as principais bactérias da doença. “A meningite, tendo diagnóstico precoce, o tratamento é eficaz, mas alguns casos evoluem de forma inevitável e causam mortes. O importante é procurar logo um serviço de saúde no primeiro sintoma”, alerta a Líder Innovation.

Gravidez na Adolescência

Denomina-se gravidez na adolescência a gestação ocorrida em jovens de até 21 anos que se encontram grávidas, portanto, em pleno desenvolvimento dessa fase da vida – a adolescência.

Esse tipo de gravidez em geral não foi planejada, nem desejada e acontece em meio a relacionamentos sem estabilidade. No Brasil os números são alarmantes.

A adolescência já é uma fase complexa da vida. Além dos hormônios, que nessa etapa afloram, causando as mais diversas mudanças no adolescente, outros assuntos preocupam e permeiam as mentes dos jovens: escola, vestibular, profissão, etc.

A gravidez, por sua vez, também é uma etapa complexa na vida. Ter um filho requer desejo tanto do pai, quanto da mãe, mas não só isso. Atualmente, com problemas como a instabilidade econômica e a crescente violência, são necessários, além de muita consciência e responsabilidade, um amplo planejamento. Quando isso não acontece, a iminência de acontecerem problemas é muito grande.

Os primeiros problemas podem aparecer ainda no início da gravidez e vão desde o risco de aborto espontâneo (ocasionado por desinformação e ausência de acompanhamento médico), até o risco de morte (resultado de atitudes desesperadas e irresponsáveis, como a ingestão de medicamentos abortivos).

O aborto, além de ser um crime em nosso país, é uma das principais causas de morte de gestantes. Por ser uma prática criminosa não há serviços especializados, o que obriga as mulheres que optam por essa estratégia a se submeterem a serviços precários, verdadeiros matadouros de seres humanos, colocando em risco a própria vida.

A adolescência é o momento de formação escolar e de preparação para o mundo do trabalho. A ocorrência de uma gravidez nessa fase, portanto, significa o atraso ou até mesmo a interrupção desses processos. O que pode comprometer o início da carreira ou o desenvolvimento profissional.

Como evitar?

É muito comum ouvir nas ocasiões em que se discute este assunto com os adolescentes, perguntas do tipo: o asseio íntimo com ducha vaginal depois da relação sexual previne a gravidez? Quando a relação é em pé há risco de engravidar? Uma menina pode engravidar na sua primeira relação amorosa? E muitas outras perguntas e afirmações mitológicas sobre como não engravidar.

A resposta a todas essas questões postas acima é única. Em todas as situações há risco de engravidar sim. Diante disso, só o acesso à informação e educação, assim como a conscientização e a orientação para o uso de contraceptivos, são as únicas formas de combater e prevenir a gravidez na adolescência. Tudo isso, porém, só será possível por meio da associação de ações educacionais e de saúde pública. Não basta ter a informação, se o acesso a uma consulta, um aconselhamento, ou a uma cartela de camisinhas, é truncado.

Espermicida

Espermicida é um produto, uma espécie de gel, comprado em farmácias sem a necessidade de receitas médicas e utilizado para matar ou imobilizar os espermatozoides, evitando que eles cheguem ao óvulo. É aplicado na vagina pouco antes da relação sexual, mas não oferece o mesmo grau de proteção que a camisinha, por exemplo. O ideal é que seja usado junto com a camisinha, aumentando assim sua eficácia.

Diafragma

O diafragma é outro método, bem como o espermicida. É um objeto côncavo, arredondado e de bordas, feito de borracha flexível. Para utilizá-lo é necessário aplicar o espermicida e em seguida inseri-lo no canal vaginal. Ele funciona como uma barreira de proteção do útero.

Camisinha

É o método contraceptivo mais seguro, chegando a oferecer 90% de segurança em relação a gravidez. Além da gravidez, previne também todo tipo de doença sexualmente transmissível. Além disso, ela pode ser utilizada tanto pelo parceiro (camisinha masculina), quanto pela parceira (camisinha feminina). Outra vantagem é que sua aquisição é fácil. Tanto pode ser adquirida gratuitamente nos postos de saúde, como comprada a um preço módico em supermercados e farmácias. O único cuidado que deve ser tomado é o de observar se o produto tem o selo do Inmetro e se está dentro da data de validade.

Pílulas Anticoncepcionais

Um dos métodos contraceptivos mais populares, as pílulas ocupam o primeiro lugar no ranking dos métodos mais usados pelas meninas. Isso ocorre primeiro porque sua fama de método seguro é grande, segundo porque o acesso a esse produto também é muito fácil. Embora isso seja errado, a maioria das farmácias não pede receita médica no ato da compra e muitas mulheres fazem uso desse medicamento sem orientação médica. É importante salientar que essa atitude não deve ser cultivada. O uso de qualquer medicamento por iniciativa própria é arriscado à saúde. As pílulas costumam provocar efeitos colaterais como aumento ou redução de peso, dores de cabeça, náuseas, tonturas, entre outros.

Alternativas

Há ainda um método contraceptivo que não é adequado à adolescência. É o DIU (Dispositivo Intra Uterino). Trata-se de um mecanismo depositado apenas pelo médico, no útero da mulher e que deve ser acompanhado pelo ginecologista a cada seis meses.

HAS – Hipertensão

Hipertensão Arterial é o tema principal escolhido em palestra realizada pela Líder Innovation.

A empresa promeve campanha com o tema: "Quem Tem Bom Coração Combate a Hipertensão", com o objetivo de orientar os empregados de nossos clientes sobre essa doença, por meio de palestras educativas sobre o assunto.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), estima-se que no Brasil tenha 30 milhões de hipertensos, cerca de 30% da população adulta. A doença acomete mais as mulheres (25,4%) do que os homens (19,5%), segundo o Ministério da Saúde.

Assuntos como o que é Hipertensão Arterial; quais são as consequências e sintomas; se a doença tem cura; quais são as causas; os 10 mandamentos para mobilizar os funcionários para conhecerem a saúde; ter cuidado com o próprio corpo; saber se é hipertenso; prevenção e controle da hipertensão são temas discutidos.

Hipertensão tem prevenção!

Ter uma alimentação saudável é um dos fatores indispensáveis para controlar a pressão alta. Saber consumir os melhores alimentos é fundamental. Muitas vezes, as pessoas imaginam que não é possível fazer nenhum tipo de "prato", utilizando ingredientes naturais. Para provar que isso é possível, a equipe de Nutrição do Hospital preparou uma deliciosa pizza, que foi degustada após a palestra. Os participantes levaram a receita para reproduzir a gostosura em sua casa.

Evitar alimentos ricos em sólido, como os embutidos (salsichas, linguiças, presunto e mortadela), conservas, defumados, entre outros, é fundamental. Um único sanduíche pode ter 80% do sal.

Além disso, as papilas gustativas presentes na nossa boca, que identificam o gosto salgado, demoram cerca de três meses para se adaptar a uma dieta reduzida em sal. Por isso, é questão de tempo o costume para uma dieta mais saudável e pobre em sódio.

Câncer de Mama

Prevenção

De acordo com a palestrante, uma das causas dos altos índices de mortalidade do câncer é a descoberta tardia da doença. Por isso é importante fazer os exames de rotina e a avaliação clínica, que são capazes de detectar o problema ainda nos estágios iniciais. Quanto antes for o diagnóstico, maiores são as chances de recuperação.

É importante superar barreiras, como o medo, a falta de tempo e o preconceito para combater o câncer de mama. Priorizem a sua saúde.

A palestra conta histórias de superação do câncer de mama e fala sobre a importância do apoio da família e de amigos para o paciente.

Câncer de Próstata

A palestra sobre prevenção do câncer de próstata, realizada pela Líder Innovation, conta com brindes e uma apresentação dinâmica. Relata os preconceitos que os homens têm e a falta de exames de prevenção do câncer de próstata. São abordadas várias questões relativas à saúde do homem, integrando as atividades da campanha “Novembro Azul”, com uma linguagem simples sobre a importância dos exames de prevenção e com diversas orientações ao público masculino.

No caso da próstata, existe a necessidade de fazer sempre os dois exames: PSA e toque. O toque ainda é um tabu para muitos homens, mas é preciso superar essa questão. É esse exame que permite ao médico identificar eventuais alterações na próstata. Quanto mais cedo descobrir a doença, melhor.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens e neste ano devem ser registrados mais de 61 mil novos casos da doença no país, de acordo com o Instituto Lado a Lado pela Vida. Anualmente são mais de 13 mil mortes, sendo uma a cada 40 minutos. Por isso, a prevenção é muito importante.

Contato


  • +55 (11) 95362-8329

  • +55 (11) 95362-8329

  • (11) 3311-7172

Endereço


  • Rua Riskallah Jorge, 103

  • Centro - São Paulo

  • CEP 01032-010

Todos os direitos reservados

Olá, fale com a Lider Innovation por Whatsapp

Fale por WhatsApp
Close and go back to page